Consignado a Opção mais barata para Empréstimo

O crédito consignado junto aos bancos é uma opção mais barata que outras formas de empréstimo. Nessa modalidade, o trabalhador solicita um valor à empresa em que está empregado e o recebe diretamente na conta corrente, se aprovado. O crédito é descontado na folha de pagamento, todos os meses, em parcelas e submetido a jurosdefinidos pelo empregador, com base na renda do contratante.

Os bancos liberam o valor em no máximo sete dias úteis após o contrato firmado, e nem sempre é necessário ser correntista da instituição. As taxas de juros, número e valor das parcelas são definidas pelas empresas. Mesmo se o trabalhador estiver com o nome inscrito em alguma lista de proteção ao crédito, o banco irá analisar a possibilidade de liberação do empréstimo.

Em função dos juros menores, o consultor de finanças Antonio de Julio considera o crédito consignado a forma mais rápida de sanar problemas financeiros. “Crédito consignado, cheque especial, empréstimo pessoal e consórcios são muletas. O consignado é a mais eficiente delas, mas o contratante tem que tentar andar com as próprias pernas depois de quitar as dívidas”, disse.

O consultor recomenda não recorrer sempre à consignação. Para ele, o objetivo do empréstimo é parar de dever, e não financiar viagens ou aliviar o orçamento para outras compras. “Continuar usando esse recurso pode aumentar a dívida. Você pode perder o emprego, ou a empresa pedir falência”, disse De Julio. “Muitas empresas inclusive avaliam a condição financeira dos candidatos antes da admissão, porque ele pode ter mau desempenho ou desmotivação pela preocupação com dívidas”.

No entanto, é preciso ficar atento à taxa de juros, e não apenas ao número de parcelas oferecidas, alerta o educador financeiro Álvaro Modernell. “O brasileiro pensa se a prestação cabe no bolso, não importa durante quantos anos, e nem os juros. Empréstimo é dívida, e entrar numa sequência de empréstimos consignados é como entrar na areia movediça”, afirmou.

Para contratar a linha de crédito consignado, o trabalhador deve primeiro confirmar com a empresa ou órgão público em que trabalha se ela tem convênio com o banco que irá administrar a folha de pagamento. Essa informação pode ser obtida no setor de recursos humanos do empregador ou entrando em contato com os bancos que oferecem a linha de crédito. É necessário apresentar RG, CPF e comprovantes de endereço e renda à agência escolhida para análise do crédito.

Caso o trabalhador seja desligado da empresa enquanto paga parcelas de um crédito consignado, o empregador irá reter 30% do valor da rescisão do contrato para o pagamento da dívida. Assim, de acordo com o convênio, as prestações ficam menores.

 

  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma resposta

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: